Se você quiser cooperar economicamente com este serviço à Igreja...

Ou Itau ag 8552 cc 06984-4 (...) Bradesco ag 093 cc 0172396-0 (...) cpf 696744368-68

quarta-feira, 8 de dezembro de 2010

Nessa Adoração

 “Pois teu é o Reino, o Poder e a Glória para sempre" Mt 6.13

Excetuando Deus (Pai, Filho e Espírito Santo) toda existência é subsistência.

Todos subsistem em Deus (At 17.28).

Portanto, Deus reina sobre o que sustenta.

Rebelar-se contra o reinado de Deus é abrir mão da existência!

Ainda bem que Deus é misericordioso!

Reinar, mais que prerrogativa, é direito de Deus.

Porque é o poder de Deus que explica a existência do que não se sustenta.

O poder de Deus sustenta o insustentável em si.

Assim, todo ser insustentável tem uma dívida para com a Trindade.

A Trindade, às suas custas, repartiu o dom de existir, e o susteve diante da rebeldia.

Pelo privilégio de existir, cantamos graças.

Pela misericórdia de continuar a existir, mesmo depois da rebelião, cantamos honras.

Pela graça da Trindade, por aprofundamento de seu custo, nos resgatar, cantamos:

Glória ao Deus nas maiores alturas!

Nessa e para essa adoração existimos!

Nessa adoração ganha sentido toda a subsistência!