Se você quiser cooperar economicamente com este serviço à Igreja...

Ou Itau ag 8552 cc 06984-4 (...) Bradesco ag 093 cc 0172396-0 (...) cpf 696744368-68

quarta-feira, 5 de janeiro de 2011

Lances de Caná (2) – Imagem no Casamento

Três dias depois, houve um casamento em Caná da Galiléia, e estava ali a mãe de Jesus; e foi também convidado Jesus com seus discípulos para o casamento. Jo 2.1,2
O primeiro movimento da Trindade, após criar a humanidade, foi celebrar um casamento.
Vale lembrar que a humanidade passa a existir após a formação da mulher, antes havia um espécime humano, não a humanidade.
Só após a celebração do primeiro casamento estava criado o homem à imagem e semelhança de Deus, a Trindade, porque estava instituída a família.
Porque Deus é uma família, criou à sua imagem, criou outra família.
A humanidade é imagem e semelhança de Deus porque, “mutatis mutandis”, guardadas, portanto, as proporções, somos as únicas criaturas de Deus capazes de expressar a unidade vivida pela Trindade.1
Pessoalmente, cada humano, é imagem e semelhança de Deus porque nasceu da família, na família e para a família.
Quando rompemos com Deus, morremos espiritualmente, e essa unidade, essa família, se perdeu.
Cristo veio recuperar o que foi perdido: a vida eterna e a unidade humana; logo, ter, como primeiro movimento, o salvar a alegria numa celebração de casamento é, por demais, emblemático para o ministério do Cristo. Porque o Filho do homem veio buscar e salvar o que se havia perdido.Lc 19.10
E é por demais significativo para os alunos do Cristo, pois, define nossa visão de humanidade, e de missão, e de relacionamento humano: a humanidade passa a ser a nossa família, que queremos ver restaurada, a igreja passa a ser a família humana, a humanidade, em estado de unidade; e as palavras irmão e irmã ganham uma amplitude universal; e o relacionamento humano passa a ser de interdependência e de solidariedade, onde cada um é responsável por amar e sustentar o outro.
Para que todos sejam um; assim como tu, ó Pai, és em mim, e eu em ti, que também eles sejam um em nós; para que o mundo creia que tu me enviaste. Jo 17.21 ©ariovaldoramos



1Ramos, Ariovaldo, Igreja e Eu Com Isso, Editora Sepal. 01/2000, pgs 41-52