Se você quiser cooperar economicamente com este serviço à Igreja...

Ou Itau ag 8552 cc 06984-4 (...) Bradesco ag 093 cc 0172396-0 (...) cpf 696744368-68

terça-feira, 4 de agosto de 2009

Regis Danese e a mulher samaritana


Jesus, em João 4, revelou-se profeta para a mulher de samaria, ao dizer-lhe que sabia que ela tinha um sexto relacionamento, e que era pecaminoso. Ela havia sido casada 5 vezes, mas agora estava num relacionamento condenado pela lei mosaica.

Ela, então, falou-lhe dos lugares de adoração: Jerusalém e Gerisim (monte onde os samaritanos ergueram um altar para não precisar ir a Jerusalém).

O que era um lugar de adoração? Era o local onde as pessoas iam para pedir perdão a Deus. Levavam um animal para ser sacrificado em seu lugar, capacitando-se ao perdão divino.

Ao falar sobre os locais de adoração, a samaritana estava admitindo que tinha um problema a resolver com Deus, mas que não sabia, de fato, onde era esse lugar de pedir perdão.

Jesus
então anunciou a boa notícia de que se poderia, a partir dele, pedir perdão a qualquer momento e em qualquer lugar, em espírito, porque o Pai está em todo lugar e se pode acertar o passo com Ele a qualquer momento, por causa do sacrifício do cordeiro definitivo.

Com essa novidade ela saiu a anunciar aos conterrâneos sobre a pessoa que lhe trouxera resposta à pergunta: Onde posso pedir perdão? E os conterrâneos vão ao encontro daquele que pode perdoar. Era o que mais queriam: pedir perdão à Deus.

Nisso, chegam os discípulos, e Jesus, depois de recusar a comida que lhe traziam, fala que eles não percebiam o que estava acontecendo, certamente ele percebera a crítica negativa deles ao fato dele estar falando com uma mulher samaritana. E, o que estava acontecendo, segundo Cristo, era os campos estarem brancos para a colheita, isto é, as pessoas já estarem prontas e desejosas de pedir perdão a Deus, elas só não sabiam como, e que o dever dos discípulos era anunciá-lo como o lugar do perdão.

Regis Danese, compositor cristão, fez uma música (Faz um milagre em mim) que o Brasil está cantando, cristãos e não cristãos. Esse “sucesso” está na linha do que Jesus chamou de “os campos estão brancos para a ceifa” – Isto é, as pessoas estão desejosas de pedir perdão a Deus. Muitos, dentro da Igreja, estão criticando esse moço, o que demonstra que, como os discípulos, não sabemos interpretar os sinais. Se o soubéssemos, transformaríamos esse “sucesso” em eventos evangelísticos por todo o pais, explicando aos brasileiros ávidos por perdão, como obtê-lo, como ter toda a sua estrutura mexida.